Concurso Histórias de Amor - Ganhadora


Meninas,
É com muito prazer que apresentamos a linda história ganhadora do Concurso Histórias de Amor.

O nome da noivinha?

Naiara Guimarães
cidade/estado: Belo Horizonte / Minas Gerais
idade: 24 anos
data do casamento: 29/06/2012

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

" Essa história começa no dia 19 de maio de 2006...
Era uma fria noite de outono, que reservaria uma bela surpresa para duas pessoas...            
Duas pessoas que não esperavam encontrar o amor de suas vidas justamente naquela noite...    

UM PÉ QUEBRADO...

Uma amiga que mora em Nova Lima me ligou chamando para ir a Festa do Cavalo, tradicional na cidade. Eu tinha acabado de tirar o gesso do meu pé que tinha quebrado, ainda estava mancando, e ao mesmo tempo doida pra sair um pouco, afinal havia ficado em casa um mês de molho. Na mesma hora topei.
Tem uma fase da nossa vida em que não importa o lugar que estamos indo o mais importante são as companhias e as farras com a turma. Na época eu tinha apenas 18 anos e era exatamente o que eu queria...
São quatro dias de shows na cidade. Naquela sexta feira era a vez da banda Calipso embalar a noite. E foi ao som de Cavalo Manco(risos) que demos o nosso primeiro beijo. Primeiro de muitos.
Eu não estava muito preocupada com namoro. Tinha acabado de entrar na faculdade e estava afim de curtição, mas depois desse beijo tudo mudou...

A CONQUISTA

Alguma coisa diferente aconteceu ali... É do mesmojeito que as pessoas descrevem nos filmes e livros... Na mesma hora o coração disparou, as pernas bambearam e a boca ficou seca...
Eu nunca fui do tipo de ligar no dia seguinte, mas dessa vez quebrei as minhas regras, corri atrás mesmo. Liguei, ele não atendeu. Mandei mensagem e ele não respondeu. Fiquei brava. Muito brava.
Alguns dias depois recebo uma mensagem dele falandoque tinha esquecido o celular no carro de um amigo. Pra falar a verdade eu não acreditei muito nessa história não. Mas, resolvi dar um voto de confiança para o rapaz. Afinal eu tinha gostado dele,né?Como eu moro em Belo Horizonte e ele em Nova Lima, conversávamos muito por telefone. Teve um domingo queconversamos a noite toda... É isso mesmo.Começamos a nos falar por volta das 11 e meia da noite e só paramos quando o dia amanheceu...
Acredito que essa é a chave da nossa relação, nos tornamos amigos antes de qualquer coisa. Ele é o meu melhor amigo. É com ele que eu divido todas as minhas alegrias, angústias. É ele que me aconselha quando preciso.

A SURPRESA

Após nove meses de namoro fomos surpreendidos com uma gravidez. Estávamos juntos no dia em que pegamos o resultado do exame. Quase não acreditei quando vi no papel a palavra positivo.  Ficamos desnorteados, sem saber o que fazer, afinal éramos muito jovens. Eu com 19 e ele com 20 anos. Na época eu ainda estava na faculdade e ele não tinha um emprego fixo. 
Era uma sensação estranha, uma mistura de felicidade e medo. Um filho é uma responsabilidade muito grande. Levantamos a cabeça, assumimos essa gravideze tudo que viria junto com ela.
Nos primeiros meses de gestação passei muito mal. Emagreci 8 kg em três meses. Tinha até vergonha de sair na rua, fiquei muito horrorosa, minhas calças nem serviam mais.
Após essa fase minha gravidez foi muito tranqüila, sem preocupações. Ao quatro mês de gestação, descobrimos o sexo do bebe. Um garotinho muito agitado que me acordou várias vezes à noite quando resolvia se mexer incontrolavelmente.
No dia 21 de setembro de 2007 às 18h55min, de parto normal, nasceu nosso maior tesouro pesando 3,450kl. Sem dúvida foi o dia mais importante e emocionante da nossa vida.
A partir desse dia tudo mudou: nossas prioridades, planos, sentimentos...Só de pensar que aquela pessoinha tão pequena e indefesa fosse capaz de transformar completamente a vida de alguém era algo indescritível.
Hoje nosso presente tem quatro anos. Essa é sem dúvida uma das fases mais gostosas de uma criança e com ele não é diferente. De uns tempos pra cá ele tem cobrado que fiquemos mais juntos como uma família de verdade e não cada um morando em lugar diferente.

A CERTEZA

No início desse ano fizemos a primeira viagem com a família reunida. Fomos à praia, passear um pouquinho. Essa viagem nos mostrou como é gostoso e importante estarmos juntos. Principalmente para a educação do pequeno.
Assim que voltamos de viajem resolvemos marcar a data do casamento. Naquele momento dei um passo importante na minha vida... Afinal, depois de tantos anos e já com um filho não dava mais pra adiar o inadiável.
Começamos a olhar os preparativos do casamento... Até que um grave acidente colocou esse sonho em segundo plano.
O dia 19 de março vai ficar pra sempre em minha memória. Era uma manhã de sábado e ele estava de moto vindo para Belo Horizonte. Em um momento de distração bateu com a moto na traseira de um carro.
Acreditei ser um acidente aparentemente leve. Só aparentemente.
Quando chegamos ao hospital soubemos do diagnóstico. Uma grave lesão no fígado. Quando o médico me contou parecia que o mundo tinha desabado ali. O médico falou de tudo o que poderia acontecer daquele momento em diante, inclusive risco de morte.
Na mesma hora foi transferido para o CTI, que pra mim se tratava de um lugar onde ficam pessoas que estão entre a vida e a morte. Mal sabia eu que é apenas um local em que são internados pacientes que precisam de cuidados e necessitam ficar em observação.
Lá se foram 10 dias de CTI, sem contar as várias internações após esse período. Naquele momento assumi meu papel de companheira e fiquei ao seu lado todos os dias, cuidei, ajudei no banho, dei remédio... Fiz de tudo para ver aquele que eu amo 100% novamente.
Não foi fácil segurar as lágrimas quando o via abatido, ou sentindo dores. Mas, eu sabia que tinha que ser forte, sabia que eu precisava ser seu porto seguro, sabia que a sua recuperação também dependia de mim.
Por isso não medi esforços para passar uma segurança que eu nem sentia às vezes, de estar lá firme e forte para apoiá-lo nessa fase.
Foram cinco meses de muito esforço, lágrimas, orações... Tudo em prol da recuperação do meu amado. Se eu me arrependo? A resposta é não...
Não conseguiria imaginar a minha vida sem ele ao meu lado, sem sua risada engraçada, sem seus beijos, sem seu cheiro e sem sua voz que me acalma toda noite.
Esse episódio me mostrou claramente a dimensão do amor que sinto por ele e me deu a certeza de que é com ele que eu quero me casar e viver todos os dias da minha vida...

FINAL FELIZ??

Sabe o que é engraçado... Até hoje quando nos encontramos sentimos o mesmo frio na barriga do primeiro encontro, a mesma pulsação acelerada do coração quando nos beijamos. Nesses quase seis anos, passamos por muitas coisas, choramos, rimos, brigamos... Vivemos intensamente nosso amor e agora chegou a hora de contar pra todo mundo que finalmente vamos nos casar!!!

SAVE THE DATE 29.06.2012
Eu sou Naiara, noiva do Renan e mãe do Pedro Henrique..."

Naiara, sua história é absolutamente LINDA!
Estamos ansiosas para produzirmos sua plaquinha Lá Vem a Noiva!

Parabéns!
Equipe Coisinhas de Noiva.

Comentários

Postar um comentário

Deixe aqui seu recadinho!
Teremos o maior prazer em lê-lo!
Beijo

Postagens mais visitadas