quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Você sabe o que é um Loft?

2 Recadinhos Especiais

O Conceito de loft surgiu quando grandes espaços industriais de Nova Iorque foram convertidos para uso residencial. Eram áreas de indústrias ou depósitos, grandes espaços com pé-direito alto e sem divisões internas, por apresentarem a estrutura de galpões. A repercussão foi tão grande que muitos dos apreciadores do Loft Living (vida em lofts), atribuem seu local de nascimento a NY, ignorando suas origens rurais. Sua primeira versão urbana provavelmente aconteceu na França, na década de 50, com os apartamentos da Cité Radieuse, do arquiteto urbanista Le Corbusier. Seu uso na arquitetura pode ser encontrado desde o século XIII, na expressão Hayloft, que se refere a um depósito de feno situado em mezanino de celeiros.




No período, do final da década de 60 e início da década de 70, eram considerados lofts somente os grandes espaços convertidos, situados nos andares superiores de industrias e galpões. 




Essas construções amplas, com pé-direito alto e vãos livres, eram as queridinhas de artistas plásticos nos anos 60. Os amplos espaços possibilitavam que morassem e trabalhassem no mesmo lugar. Todos os ambientes eram “fundidos dentro do mesmo espaço”: ateliê, quarto, sala, banheiro e cozinha eram ambientes diferentes coordenados dentro de uma mesma área. 



Em Nova York, regiões industriais decadentes, como o Soho, acabaram se reciclando e abrigando inúmeros lofts. Na época eram uma opção barata de moradia. Nos anos 70, com a revitalização de seu entorno pela prefeitura de Nova York, viraram moda e encareceram. Em Manhattan, os menores lofts de West Village (que vão de 55 a 78 metros quadrados) custam no mínimo 1 milhão de dólares. São espaços diferenciados dos padrões do mercado imobiliário de Nova York (onde é mais comum viver em apartamentos bem pequenos), e por isso, caríssimos.



Hoje em dia não é difícil encontrar lofts à venda. Aqui mesmo em Brasília é bem fácil encontrar diversas opções de loft em Águas Claras. As características gerais de um loft são:

• Pé-direito alto;
• Ausência de divisórias internas entre os ambientes;
• Ambientes conjugados (sem separação formal de paredes);
• Iluminação natural garantida por grandes janelas.








Na verdade o mais comum é que você compre um loft e o transforme em um apartamento duplex comum. As pessoas compram lofts e fazem um pavimento superior para dobrar a área do imóvel. Muitas vezes, como arquiteta, tendo manter algumas características do loft, mas a resistência é enorme. Em geral é um perfil de morador muito específico que aceita bem esse conceito.
Em uma mostra de decoração que participei em 2010 (Morar Mais por Menos, Brasília 2010) trabalhamos o conceito de loft. O nome do ambiente era Apartamento do Jovem Empresário. 




Veja mais imagens no site: http://mgarquitetas.carbonmade.com/ e conheça um pouco mais sobre o meu trabalho.

Meninas, espero que tenham gostado. Viver em um loft deve ser uma delícia!
Fale comigo: coisinhasdenoiva.gi@gmail.com

Beijos

Gi









terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Mesa de Doces – Forminhas

1 Recadinhos Especiais


Esse post é para quem aprecia uma linda mesa de doces com o toque especial das forminhas. Aqui no site, no menu  forminhas, temos  as fotos das forminhas individualmente; muitas  noivas nos pedem fotos, para visualizar o efeito das forminhas no conjunto da mesa de doces. Então, vamos mostrar um pouquinho  como “ se comportam “ essas beelzuras quando reunidas , ok ?!

Estrela do dia:  Forminha em tecido “encanto” . R$ 80,00, o cento.


O resultado da forminha encanto na mesa de doces:








As forminhas escolhidas pela noiva foram nos tons rosa antigo e champanhe.

Qualquer dúvida, envie e-mail para : coisinhasdenoiva@gmail.com


Beijos,

Lidi.






segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Look Madrinha: maquiagem

5 Recadinhos Especiais


Olá futuras madrinhas! Fui madrinha de um casamento há uns dias atrás e resolvi partilhar com vocês meu look, cada detalhe, pois sei que muitas madrinhas ficam indecisas quanto ao que usar, então qualquer inspiração é valida!

Começarei hoje pela minha parte preferida: a maquiagem! Meu vestido era azul, e como eu tenho a brega mania de ser combinandinha, quis fazer alguma referência ao azul no make. Então optei por um degradê de perolado/prateado, azul e preto.

Como meu olho é pequeno, foquei bem a cor clara no canto interno e para dar um efeito noite concentrei o preto no cantinho mais externo. O azul ficou no meio da pálpebra superior móvel e na metade externa da pálpebra inferior (abaixo do preto). Conseguem perceber a descrição?

Para quebrar o azulado, usei blush e batom cor de rosa.

Nas fotos sem flash, como as da direita abaixo, dá pra perceber o efeito dark que eu quis dar no canto externo. E nas fotos com flash, como a da esquerda abaixo, dá pra ver mais o efeito prata azulado da maquiagem.


Ah, meu marido tirou uma foto bem de perto do meu rosto, já lá pro fim da festa, que eu achei bacana pra mostrar o efeito do iluminador. Ainda não fiz para o blog um post específico sobre iluminadores, prometo fazer em breve! Mas já adianto aqui a imagem abaixo, em que percebe-se bem o iluminado no “C” do olho ou “têmporas” (é a região ao redor da linha branca), que é o lugar mais apropriado para uso de iluminadores. Traz um efeito de glamour e saúde. Vejam só:


E pra terminar, para deixar provado que os truques para aumentar a durabilidade da maquiagem funcionam (lembram que falei aqui?), na foto abaixo já eram mais de quatro horas da manhã (eu acabei de me maquiar às 18h30) e a maquiagem estava INTACTA. Eu dancei horrores, suei muito,  os cachos já tinham despencado, a barra do vestido estava imunda, mas minha maquiagem? Estava lá, linda, no mesmo lugar! Nem mesmo o batom eu retoquei gente, juro!!!


Gostaram? Se quiserem posso fazer um passo a passo tutorial dessa maquiagem dos olhos, basta deixar o pedido nos recadinhos!

Produtos que usei:

·  Primer de rosto: Pore Minimizer Instant Perfector - Clinique
·  Bases:  mistura da Paint Stick – Kryolan e da Dior Skin Forever - Dior
·  Corretivos: Camouflage Cream – Kryolan
· Blushes: Dermacolor – Kryolan e o de cor rosa escura da paleta Countour Bush – Coastal Scentes
·  Pós compactos: Skinfinish Natural - MAC
·  Primer de olho: Primer Potion – Urban Decay
· Rímel: Volume Effet Faux Cils  - Yves Saint Laurent (não usei postiços dessa vez, pra não esconder o dregadê de sombras)
·  Sombra perolada: Eye Shadow Pearl 395 - Inglot
·  Sombra azul: 88 Oiginal Palette – Coastal Scents
·  Sombra preta: Canage Color Collection Eye Pallete - Dior
·  Iluminador: Vanilla Pigment - MAC
·  Lápis de olho: Engraved - MAC
·  Batom de longa duração: Infallible cor 110 – L’oréal
·  Spray fixador: Serinet 

Beijos, boa semana e até o próximo post!
Dea


Fale com Dea também pelo e-mail coisinhasdenoiva.dea@gmail.com












sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Cabeça de Noiva – Inspire-se

3 Recadinhos Especiais
Ó dúvida cruel! O que usar na minha cabeça de noiva, além de sonhos e felicidade? A Dona Noiva Renata Zanon está aí para nos inspirar, colega. A Renatinha usou uma linda tiara da marca D. Cantidio.  Para quem não conhece as coisinhas lindas da D. Cantidio vale dar uma olhadinha no site: www.dcantidio.com.

Abaixo, imagem do lado esquerdo da tiara.


Aqui, imagem do lado direito da tiara.


Renata usou um coque baixo. Achei linda, uma princesa. Não à toa, o noivo está derretido, né gente?!





Sim, sim, sim: Felizes para sempre!
Aproveita a lua-de-mel, Renatchenha!!!

Beijos, Lidi.





quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Vamos Brindar!

2 Recadinhos Especiais
Eu amo detalhes! Amo!  São os detalhes que fazem a diferença, já disse em entrelinhas o rei Roberto Carlos. Então, que tal apostar nos detalhes na hora de servir a “champanhota”.  Uma opção que oferecemos, é colocar plaquinhas nas bebidas.
Não entendeu? Então, olha a fotinha abaixo:


Gostou das plaquinhas? Nós fazemos para você!



E,ó, a frase você escolhe! Personalize e surpreenda seus queridos convidados!
Um brinde ao amor, meninas!




Smack para todas!

Ah! Esperem aí, tenho uma dica valiosa para vocês! Estava lendo a Revista Cláudia Noivas e na página 294, me deparei com valiosas dicas de vinho para a sua festa. As dicas foram dadas por Arnaldo Lorençato – editor de VEJA SÃO PAULO -, como percebeu é coisa PHYNA, amiga. Vou copiar para vocês as dicas de vinho na faixa de R$30,00.   Sim, na revista tem mais dicas, mas vamos abrir a mão e comprar a revista, né?!

1º Urban Uco Sauvignon Blanc: R$ 30,00, produzido pela Argentina. Funciona como aperitivo e acompanha pratos de peixe.



2º Callia Alta Shiraz / Cabernet Sauvignon 2010: R$ 22,60. É uma barganha argentina este tinto agradável e fácil de beber, próprio para harmonizar com carnes sem muitos condimentos.



3º Paulo Laureano Clássico Tinto 2010: R$ 30,00. Um dos mais renomados enólogos de Portugal, Paulo Laureano assina inclusive linha básica, que inclui esse tinto macio.




Agora sim! Espero que tenham gostado das dicas.
Beijos.
Rol.







terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Cimento queimado

0 Recadinhos Especiais
Você sabe o que é cimento queimado? O cimento queimado é um dos tipos mais comuns de revestimentos de casa brasileiras. Antigamente era utilizado em habitações mais populares; o piso era verde ou vermelho, mas na verdade a cor era definida pela cera utilizada para polir o piso. Hoje virou referência de acabamento pelo seu custo,  visto que sua composição leva basicamente cimento e areia, e está entre as alternativas mais baratas para pisos do mercado. Por sua flexibilidade e durabilidade, pelo aspecto final e pelas várias alternativas de cores e acabamentos, o cimento queimado pode ser visto nas mais simples casas rurais (onde muitas vezes é chamado de vermelhão), e nas mais refinadas residências das grandes metrópoles.



















Para quem vai utilizar esse piso em casa, uma dica. O cimento queimado nada mais é do que um piso feito a partir de uma argamassa feita na obra com a mistura de cimento, areia e água. Essa argamassa deve ser aplicada com uma espessura média de 30 mm sobre o contrapiso ou sobre um lastro de concreto áspero. Caso a base esteja muito lisa, sugere-se que seja feito um chapisco para aumentar a aderência do cimento queimado. Após a aplicação da argamassa, devemos conseguir o máximo nivelamento do piso, preferencialmente com régua metálica.
Se pararmos o processo por aí, esse piso vira o famoso cimentado, que reveste boa parte das calçadas das nossas cidades. O ato de “queimar” o cimento é o que o distinguirá de um simples piso cimentado.
Queimar o cimento não tem nenhuma relação com fogo ou maçaricos. Este é o nome dado ao processo de jogar pó de cimento sobre o piso de argamassa de cimento e areia ainda mole e úmida; então, a superfície deve ser desempenada com uma desempenadeira de aço, espalhando o pó de cimento sobre a argamassa e deixando o conjunto bem liso. Após a secagem está pronto o cimento queimado, com um aspecto bem liso e nivelado. 

Por ser muito liso, pode ficar escorregadio, especialmente quando molhado.
O cimento queimado também não é adequado para os quartos, que podem ficar muito frios, em especial durante o inverno; o uso em banheiros, principalmente no interior dos boxes, não é recomendado porque o material pode reagir com xampus, sabonetes e outros produtos.
A limpeza é simples e basta lavar com água e sabão neutro. É importante observar que os pisos em cimento queimado precisam de dilatadores, juntas que ajudam o piso a "trabalhar" e evitam que o mesmo rache. O aspecto final é de um piso monolítico, ou seja, de grandes panos sem rejuntes, é o que agrada muitas pessoas. Apenas leves linhas de dilatação, que podem ser inclusive da mesma cor do piso, dividem os panos, o que torna os ambientes visualmente maiores.
Ainda tem dúvidas? Mande um email para coisinhasdenoiva.gi@gmail.com.
Beijos
Gi