Papo de Homem - Money que é good e nóis não have !

Olá meninas! Como foram de virada de ano?
A minha foi uma droga, mas o importante é que o ano começou e junto uma nova esperança de fazer tudo diferente.
E começar com um bom planejamento financeiro é uma ótima forma de ter um bom ano, e pensando como casal isso é fundamental!
É incrivelmente assustador como as pessoas tem intimidade para dividir a cama, sonhos, confidências, mas quando o assunto vira grana, fica todo mundo na defensiva.
Hoje em dia o pessoal está casando sem nem saber como andam as finanças do seu parceiro, tendo apenas uma ideia de quanto o outro ganha, e achando que isso irá bastar, mas não adianta nada a pessoa ter uma fortuna de renda, se tem gastos e compromissos que são outra fortuna.
Acho que uma grande tensão em um casamento é a questão do dinheiro, puxando um link do post anterior: “Quando a falta de dinheiro entra pela porta, o amor sai pela janela” e isso tem se tornado cada vez mais verdadeiro, ainda mais na sociedade atual aonde qualquer parte tem chances de conseguir um bom salário, por isso se não for bem transparente pode ser motivo de conflitos.
Antes de casar é NECESSÁRIO sim, sentar com extratos, contracheques e dívidas em mãos, para entender como será a saúde financeira do casal e como cada parte irá contribuir nessa relação.
Vamos definir um principio que vale para os dois: Quem casa, ganha um parceiro e não Papai ou Mamãe que dá mesadinha, parceiro faz tudo em parceria.
Imaginando quatro cenários, temos:
Homem + R$
Mulher - R$
Acho que esse é o cenário mais desejado por todos, pois o homem mantém o seu papel de Provedor (Homem PPP), continua sendo o varão e oferece uma segurança financeira para a família.
Para a mulher cabe o papel de ajudar sem promover gastos (apesar de meio impossível) e o principal: O dinheiro é seu? NÃO! Então como você me faz dívidas contando com ele??? E nem vem com esse papinho “O que é dele é meu...”, pois na hora de suar e ficar fazendo hora extra, não era a belezoca que estava trabalhando né?
Quer fazer estripulia e não tem grana? Vai lá com seu jeitinho de mulherzinha e o convença a ceder, tenho certeza que você tem alguma maneira especial de fazer isso, mas jamais chegue apenas com a fatura para o cara pagar como se fosse seu pai, pois isso vai dar problema.
Homem - R$
Mulher + R$
Ixi...
Ixi...
Aqui o bicho pega, pois são várias as chances de dar problema se não houver sabedoria.
Podemos ter aquele cara encostado, que não faz nada, não tem coragem de lavar uma louça e acha que está tudo bem assim (um banana, em minha opinião) e com a mulher bancando tudo por ele está ótimo.
Isso pode até dar certo no inicio, mas quando vierem novos compromissos, filhos, casa, etc... A mulher uma hora vai começar a se sentir pressionada, e isso vai juntar com uma TPM e pra chamar o cara de vagabundo não vai demorar muito.
Ou então o cara vai ser um machista e não aceitar o sucesso da esposa, colocando ela pra baixo, não valorizando ela, mas sempre aproveitando do bem bom que ela proporciona...
Tudo problema né? Como fazer? Dê responsabilidades para o cara, pegue o dinheiro, a conta de luz, aluguel, telefone... E dê para ele pagar, pois por mais que o dinheiro tenha vindo da mulher, não se pode tirar o papel do homem de pagar as contas e ele fazendo isso vai ter total noção do valor da vida a dois de vocês.
Se ele for do tipo preguiço vai ter alguma atividade e quem sabe não se inspire a conseguir mais grana para vocês.
Se for do tipo machão, não terá seu orgulho tão atingido e vai ter uma ilusão de ser “o cara que paga as contas” (tadinho) o que será uma ótima forma de amansar ele.
Homem + R$
Mulher + R$
Essa é a formula ideal não é?
Para mim não!
Para mim essa é a situação mais perigosa que um casal pode ter, pois adversidades com inteligência se tornam experiências de vida, mas quando tudo é demais acaba estragando algo.
O grande problema que vejo aqui é que se não for um casal muito parceiro, será um casal muito independente, pois afinal cada um tem sua grana, cada um pode fazer seus planos...
Nesse caso uma ideia muito legal é um cartão de crédito com um titular e outro adicional assim pode entrar em um acordo de todas as dividas relativas ao casal serem pagas com esse cartão e no fim do mês dividir a fatura, para mim além de prático é muito lógico e evita qualquer discursão, pois afinal o gasto está registrado e foi em prol do casal, e assim os dois preservam a sua intimidade e podem fazer o que quiser com o restante do seu dinheiro.
Homem - R$
Mulher - R$
Hã ?
Ninguém tem grana e vocês querem casar?
Haaaaaaaaa alguém vai ter um bom emprego daqui a três anos? Então espere três anos para casar!!!
Casar não é conto de fadas, não é mar de rosas, não é só bonitinho, é exatamente a parte mais importante da sua vida aonde de fato você vai ter que se virar e aprender a ser adulto, nem que seja na marra! E ser adulto sem grana não dá, simples assim.
Grana é um assunto muito pragmático na vida de um adulto e no casamento, não dá para romantizar.
E SEMPRE pensem em criar desde o inicio um FAC – Fundo de Apoio ao Casal, isso serve para dar orientação para vocês se organizarem, e é uma forma de iniciar uma poupancinha e ter uma grana guardada já que imprevistos nunca avisam quando irão acontecer.
Grana, grana, grana!
É ótimo, claro...
Mas não paga a satisfação de ter alguém em casa lhe esperando, de estar junto daquela pessoa que te ama, por isso não deixem uma história bacana se prejudicar por algo tão pequeno, pois conversando e ajustando tudo de forma bem transparente eu tenho certeza que irão passar por esses perrengues fácil fácil.
E se tiver sobrando, tô aceitando qualquer trocado!

Bj Bj

Mr. M





Comentários

Postagens mais visitadas