Cortina, o véu da casa - parte I

Você acabou de se mudar e ficou um bom tempo com jornais nas janelas porque as cortinas ficaram fora do orçamento. Agora que sobrou um dinheirinho, é hora de escolher as cortinas. Mas que tipo usar? Como são muitos detalhes, vamos dividir esse post em duas partes. 
Conheça um pouco mais sobre essas peças de tecido que enfeitam e dão um toque especial e aconchegante à sua casa.


A cortina tradicional é feita em tecido. Pode ser feita em diferentes tecidos, dos mais leves aos mais pesados, mas devemos pensar sempre no caimento e no acabamento final na hora de definir o tecido para cada ambiente. As cortinas podem ser fixadas em varões ou trilhos suíços.




Os varões (fotos acima) são barras metálicas ou de madeira fixados nas paredes e que sustentam o tecido das cortinas. Seu acabamento pode ser com ilhós circular ou quadrado, ou com passantes (faixas do próprio tecido). O varão possibilita um acabamento bem ondulado muito interessante e é ideal para ambientes em que não há sanca ou cortineiro em gesso, uma vez que seu acabamento (varão) fica aparente.


O trilho suíço nada mais é que um trilho metálico por onde corre a cortina que pode ser simples ou duplo, sendo este último utilizado quando há duas camadas, como blecaute e voil, por exemplo. É utilizado quando há algum acabamento para escondê-lo como sancas embutidas ou cortineiro. Isso porque seu acabamento não é muito bonito e o ideal é que não fique aparente. Algumas pessoas optam pelo bandô, que é uma faixa de tecido que esconde os trilhos (comumente utilizado em persianas), mas, particularmente, é um acabamento que não me agrada muito. As cortinas em trilhos também podem ter pregas, ou um acabamento simples ondulado conhecido como “wave” (onda em português), onde mesmo fechada o tecido continua ondulado, imitando o efeito do varão.


Para conseguir o efeito ondulado com a cortina fechada a proporção que as lojas usam é a de 3/1, ou seja, se sua janela tem 2 metros de largura, a cortina terá 6 metros de tecido, três vezes mais.




Tanto as cortinas em trilho quanto as de varão podem ter pregas que interferem no caimento e no estilo do seu ambiente. Algumas são bem trabalhadas. 


Abaixo as pregas mais conhecidas:


Meninas, são muitas coisas para aprender, então vamos com calma para você não ficarem desesperadas, ok?
No próximo post falaremos sobre as persianas, cortinas romanas, celulares, painel e cortina tipo rolô, além de dicas de tecidos, cores e estampas para você não errar na hora de comprar a sua.
Enviem temas e ideias para os próximos posts: coisinhasdenoiva.gi@gmail.com.
Até semana que vem.
Beijos
Gi








Comentários

  1. Que post ótimo!
    Acho que cortina faz toda diferença, mas tem que saber combinar com o ambiente. Nosso apê tem persianas.

    beeijos
    Ani
    www.aninoivinhafeliz.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe aqui seu recadinho!
Teremos o maior prazer em lê-lo!
Beijo

Postagens mais visitadas